Estudantes de pós-graduação da PB, enfim, terão bolsas financiadas pelo Estado...


O governo do Estado lançou nesta sexta-feira (2) um programa de bolsas de pós-graduação. Não sei se por coincidência ou estratégia, justamente quando o governo Federal passou a navalha nos incentivos desse do tipo. Um excelente momento.

Vale ressaltar que os cortes não são de agora. Começaram ano passado ainda no governo Dilma. O fato é que, independentemente do período ou do objetivo, talvez até eleitoreiro, enfim, a Fundação de Apoio à Pesquisa da Paraíba tomou a iniciativa e é digna de elogio. Falo isso porque vejo Fundações como essa atuando de maneira intensa e permanente no incentivo à pesquisa em Pernambuco e no Rio de Janeiro, por exemplo.

entrada-ufpb-920x350
Com bolsas até para os cursos das áreas de Humanas e Sociais, muitas vezes sendo preteridos por estudos das engenharias e cursos na área da Saúde.

Mas aqui na PB acho a atuação da Fundação tímida ou talvez não tão transparente e divulgada como deveria.

De qualquer forma, o anúncio feito ontem (02) e felizmente vai de encontro a essa percepção. O programa é uma parceria entre o Governo do Estado, por meio da Fundação de Apoio à Pesquisa (Fapesq), e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes)/Ministério da Educação (MEC).

O programa, vinculado a universidades públicas e privadas, visa incentivar e dar oportunidades para graduados que querem adquirir mais conhecimentos por meio de uma pós-graduação. Serão 198 bolsas para este primeiro edital do programa, sendo 94 para mestrado e 104 para doutorado. Estão previstos investimentos da ordem de R$ 32 milhões.

O edital do programa de bolsas de formação será lançado neste mês de setembro e terá início a partir de março do próximo ano. Segundo o presidente da Fapesq, Cláudio Furtado, as bolsas representam uma espécie de salário para estes alunos de pós-graduação (R$ 1.500 para mestrado e R$ 2.200 para doutorado), que muitas vezes deixam de estudar porque precisam de uma renda para manter a família, então preferem trabalhar que se dedicar a uma pós.

Foto: Lavid/UFPB

POSTAGENS RELACIONADAS

Estudantes de pós-graduação da PB, enfim, terão bolsas financiadas pelo Estado...
4/ 5
Oleh