Sertanejo que mudou história de time carente concorre ao maior prêmio do mundo no esporte; confira..


A campanha encabeçada pelo cajazeirense Tarik Pereira, filho de Zilmar e Carlos Roberto (Luluzinho – in memorian) foi indicada para o Prêmio Laurels, o oscar do esporte. 

Este título é a maior premiação esportiva do mundo, e a história dos meninos do Basquete Caiçara Tigre, na região do Brejo paraibano, que tem aproximadamente 7 mil habitantes concorre na categoria “Melhor Momento Esportivo do Ano”.

Os finalistas irão para Mônaco, sul da França, local da solenidade de entrega da premiação.


Entenda
A matéria foi exibida no programa Jornal Hoje da Globo, no mês de setembro e contou a história de uma campanha realizada por pais de estudantes para que o time adversário de basquete viajasse para participar do campeonato nacional.
Os pais dos alunos do time adversário no campeonato estadual foram os responsáveis por “bancar” as despesas dos rivais. O time bancado é de alunos da rede pública municipal, o Basquete Caiçara Tigre, que vem sobrevivendo de doações desde o ano de 2005.

O Basquete Caiçara Tigre conseguiu aprovação no estadual e estava apto a disputar a nacional em Curitiba. O técnico, Severino Ramos disse que houve até choro quando ele explicou que a equipe não participaria do nacional por falta de recursos.

Solidariedade
Os pais dos alunos do time vice-campeão, que é de uma escola particular de João Pessoa resolveram ajudar os campeões, pois não acharam justo o 2º colocado no campeonato representar a Paraíba no nacional no lugar dos vencedores e deram início uma campanha na internet.

Campanha
Tudo mudou com a campanha idealizada pelo cajazeirense Tarik Pereira, que tinha o propósito de arrecadar R$ 6 mil para pagar as passagens de ônibus, mas esse valor foi superado e já ultrapassa os R$ 30 mil, o suficiente para pagar passagens aéreas, hospedagens e alimentação. “Não é justo cortar o sonho desses meninos”.

Repercussão
A história dos meninos carentes do time de basquete de Caiçara, no interior da Paraíba, acabou chegando ao NBA. O pivô brasileiro Lucas “Bebê”, do Toronto Raptors, do Canadá tomou conhecimento da campanha e resolveu ajudar pessoalmente o projeto social do pequeno município paraibano.


Fonte: Diário do Sertão

POSTAGENS RELACIONADAS

Sertanejo que mudou história de time carente concorre ao maior prêmio do mundo no esporte; confira..
4/ 5
Oleh